Seguidores

terça-feira, 1 de outubro de 2019

O Magnetismo do Banho - Por André Luiz



O poder da água.
O contato da água no corpo provoca um estímulo magnético que percorre todo o organismo, deixando-o calmo, e preparando-o para o sono reparador ou para as lutas de cada dia.
O banho diário, quando encontra na mente apoio, torna-se um passe. Além das virtudes curativas da água, enxertar-se-ão fluidos magnéticos, de acordo com a irradiação da alma. A disciplina dos pensamentos é uma fonte de bem-estar na hora da higiene do instrumento carnal.
No instante do banho é preciso que se entenda a necessidade da alegria, que nosso pensamento sustente o amor, até um sentimento de gratidão à água que nos serve de higiene. Visualize, além da água que cai em profusão, como fluidos espirituais banhando todo o seu ser.
O impulso dessa energia destampa em nosso íntimo a lembrança da fé, da esperança, da solidariedade, do contentamento e do trabalho. Por este motivo, banho e passe, conjugados, são uma magia divina ao alcance de nossas mãos. O chuveiro seria como um médium da água e esta o fluido que vivifica o corpo. Poder-se-á vincular o banho ao passe, e ele poderá ser uma transfusão de energias eletromagnéticas, dependendo do modo pelo qual nós pensamos enquanto nos banhamos.
Uma mente ordenada na alta disciplina e pela concentração, em segundos, selecionará, em seu derredor, grande quantidade de magnetismo espiritual e os adicionará, pela vontade, na água que lhe serve de veículo de limpeza física, passando a ser útil na higiene psíquica.
Observem que, ao tomar banho, sentimo-nos comovidos, a ponto de nos tornarmos cantores! E a alegria advinda da esperança nos chega da água, que é portadora dos fluidos espirituais, que lhes são ajustados por bênção do amor. O lar é o nosso ninho acolhedor, e nele existem espíritos de grande elevação, cuja dedicação e carinho com a família nos mostrará como Deus é bom.
Essa assistência atinge, igualmente, as coisas materiais, desde a harmonização até o preparo das águas que nos servem. Quantas doenças surgem e desaparecem sem que a própria família se conscientize disso? É a misericórdia do Senhor pelos emissários de Jesus, operando na dimensão oculta para os homens, e encarregados de assistir ao lar. Eles colocam fluidos apropriados nas águas para o banho, e nas que bebemos.
E, quando eles encontram disposições mentais favoráveis, alegram-se pela grande eficiência do trabalho. Na hora das refeições, é sagrado e conveniente que as conversas sejam agradáveis e positivas. No momento do banho, é preciso que ajudemos, com pensamentos nobres e orações, para que tenhamos mãos mais eficientes operando em nosso favor. Se quisermos quantidade maior de oxigênio nitrogenado, basta pensarmos firmemente que estamos recebendo esses elementos, e a natureza nos dará isto, com abundância. É o "pedi e obtereis", do Cristo.
E, com o tempo, estaremos mestres nessa operação que pode ser considerada uma alquimia. A alegria tem também bases físicas. Um corpo sadio nos proporcionará facilidades para expressar o amor.
Quando tomar o seu café pela manhã, tome convicto(a) de que está absorvendo, juntamente com os ingredientes materiais, a porção de fluidos curativos, de modo a desembaraçar todo o miasma pesado que impede o fluxo da força vital em seu corpo.
E sairá da mesa disposto(a) para o trabalho, como também para a vida. Despeça-se de sua família com carinho e atenção, e deixe que vejam o brilho otimista nos seus olhos, de maneira a alegrar a todos que o amam; assim, eles lhe transmitirão as emoções que você mesmo despertou neles e isso lhe fará muito bem.
Lembre-se de que um copo de água que tome, onde quer que seja, pode ser tomado e sentido como um banho e passe internos. Não se esqueça de bebê-lo com alegria e amor, lembrando com gratidão de Quem lhe deu essa água tão necessária, pois se ela vem rica de dons espirituais, aumentará a sua conexão com o divino poder interno.
É muito bom estar consciente a cada coisa que nos acontece e estar agradecido, se sentindo abençoado(a) e cheio(a) de amor. A consciência, a gratidão e o amor são dois caminhos paralelos, que a felicidade percorre com alegria.

André Luiz. Pelo médium Chico Xavier.

Humor espírita, muito bom!!!



 Gente, o vídeo é de humor, mas brincando todas as verdades são ditas.
Todos são muito bem acolhidos em nossas casas de Amor! 

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Jesus


Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Jesus

"Corre, incessantemente, o caudaloso rio da vida...
Iniciam-se viagens longas, embarca-se e desembarca-se, entre esperanças renovadas e prantos de despedida.
Viajores partem, viajores tornam.
Como é difícil atingir o porto da renovação!
Quase sempre, a imprevidência e a inquietude precipitam-se nas profundezas sombrias!...
Para vencer a jornada laboriosa, é preciso aprender com Alguém que foi o Caminho, a Verdade e a Vida.
Ele não era conquistador e fundou o maior de todos os domínios, não era geógrafo e descortinou os sublimes continentes da imortalidade, não era legislador e iluminou os códigos do mundo, não era filósofo e resolveu os enigmas da alma, não era juiz e ensinou a justiça com misericórdia, não era teólogo e revelou a fé viva, não era diplomata e trouxe a fórmula da paz, não era médico e limpou leprosos, restaurou a visão dos cegos e levantou paralíticos do corpo e do espírito, não era cirurgião e extirpou a chaga da animalidade primitiva, não era sociólogo e estabeleceu a solidariedade humana, não era cientista e foi o sábio dos sábios, não era escritor e deixou ao Planeta o maior dos livros, não era advogado e defendeu a causa da Humanidade inteira, não era engenheiro e traçou caminhos imperecíveis, não era economista e ensinou a distribuição dos bens da vida a cada um por suas obras, não era guerreiro e continua conquistando as almas há vinte séculos, não era químico e transformou a lama das paixões em ouro da espiritualidade superior, não era físico e edificou o equilíbrio na Terra, não era astrônomo e desvendou os mundos novos da imensidade, enriquecendo de luz o porvir humano, não era escultor e modelou corações, convertendo-os em poemas vivos de bondade e esperança...
Ele foi o Mestre, o Salvador, o Companheiro, o Amigo Certo, humilde na manjedoura, devotado no amor aos infelizes, sublime em todas as lições, forte, otimista e fiel ao Supremo Senhor até a cruz.
Bem aventurados os seus discípulos sinceros, que se transformam em servidores do mundo por amor ao seu amor!
Valiosa é a experiência do homem, bela é a ciência da Terra, nobre é a filosofia religiosa que ilumina os conhecimentos terrestres, admirável é a indústria das nações, vigorosa é a inteligência das criaturas, maravilhosos são os sistemas políticos dos povos mais cultos, entretanto, sem Cristo, a grandeza humana pode não passar de relâmpago, dentro da noite espessa.
"Brilhe a vossa luz", disse o Mestre Inesquecível.
Acenda cada aprendiz do Evangelho a lâmpada do coração.
Não importa seja essa lâmpada pequenina.
A humilde chama da vela distante é irmã da claridade radiosa da estrela.
É indispensável, porém, que toda a luz do Senhor permaneça brilhando em nossa jornada sobre abismos, até a vitória final no porto da grande libertação." (Apostilas da Vida, 1, IDE)

André Luiz

terça-feira, 3 de setembro de 2019

.



"Seca-se a planta, cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente"

Adolfo Bezerra de Menezes

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Ingratidão e beneficência - ESE, Cap. XIII, item 19 e 20 - Evangelho no Lar virtual.



Olá, hoje era dia de fazer o Evangelho no Lar então procurei algo na internet para que o ato de fé tivesse mais conteúdo e se tornasse fonte de aprendizado e encontrei esse site. 
Deixo aqui o vídeo para vocês e na barra lateral à direita vai ficar fixado o link para você acessar quando desejar fazer o seu evangelho no lar.

Saiba a importância de realizar o Evangelho no lar clicando AQUI

sábado, 3 de agosto de 2019

SURRA DE BÍBLIA em Chico Xavier.


Caso curioso aconteceu com Chico.
Em 1927, no Centro Espírita Luiz Gonzaga, recém inaugurado, durante uma reunião, numa segunda-feira, chegaram de Pirapora D. Rita da Silva com quatro filhas e um irmão, todos completamente obsidiados.
As mocinhas tinham violentas crises de loucura, eram doses de obsessão para ninguém botar defeito. Mordiam-se umas ás outras, xingavam e outras coisas mais. O espírito da mãe de Chico, D. Maria João de Deus, explicou, pelas mãos do filho: ‘Temos um trabalho que nos foi enviado por Jesus, as irmãs estão doentes e devem ser amparadas. Vamos colaborar’.
Na próxima Sexta-feira, em lá chegando, ficaram na reunião com Chico e seu irmão José Cândido.
O tratamento foi feito, depois de alguns meses, aconteceu a cura total, porém, uma noite, durante o tratamento, seu irmão não podendo comparecer, pediu ajuda a um amigo simples, Manoel, conhecido por sua bondade: todos na cidade diziam ser ‘expert’ em doutrinar espíritos trevosos.
Imediatamente, ‘seu’ Manoel prontificou-se em ajudar o Chico, aceitando o convite. No dia marcado, foi para o “Centro” levando uma grande Bíblia debaixo do braço.
Em dado momento, um espírito amigo, através do médium, orientou-o: ‘Quando o obsessor tomar conta do médium, ‘aplique’ o Evangelho com veemência’.
Pois bem, quando um dos obsessores ‘incorporou’, o ‘seu’ Manoel, obviamente, deve ter ficado apavorado ante a violenta manifestação, porém, controlando-se, pegou a Bíblia, batendo-a várias vezes na cabeça de Chico e gritando: ‘Tome Evangelho! Tome Evangelho!’
Claro, nessas alturas, com a proteção dos benfeitores, em vista de tanta inocência, o obsessor foi afastado, evitando-se assim o ‘massacre’ do Chico, que acabou ficando seis dias acamado, devido a uma ‘torção’ no pescoço. Hoje, quando é interrogado sobre o acontecido, sorrindo, afirma:
‘Sou, talvez, uma das raras pessoas do mundo a levar uma surra de ... Bíblia’.
-fonte: livro Nosso Amigo Chico Xavier-